THE Wedding: O espaço, a decoração e todos os pormenores

E, finalmente, o último post sobre o casamento.
Já conhecia o Espaço Caiado de ter ido a uma festa e de tanto ter ouvido
falar do catering por ser tão bom e diferente (confirma-se!!).
Mal entrámos no espaço, ficámos convencidos. Era aqui que íamos casar.
A sala minimalista toda branca, apenas com alguns pormenores de 
madeira e com plantas penduradas no tecto conquistaram-me rapidamente.
O material de decoração é todo do Espaço Caiado, sendo que eu apenas
tive que escolher o género de mesas que queria e as cores das toalhas.
Para centro de mesa escolhi folhas de eucalipto e flores brancas e as
quatro palmeiras no meio da sala fizeram o resto.
















































































E tendo sido um casamento civil, também foi lá que o fizemos.
Com uma mesa e uns bancos lindos desenhados por um dos proprietários do
espaço, acrescentámos um ... de flores brancas e cadeiras para 
alguns dos convidados. Eram 230, por isso, muitos ficaram de pé.
Nunca tinha sido feito um casamento civil nesta zona do Espaço Caiado,
o que tornou o desafio ainda maior, mas lá consegui o que queria.
À entrada, duas hospedeiras com os lenços da MORE a distribuir
caixas com lenços de papel a dizer "for your happy tears".
Outro pormenor que fez todo o sentido no meu casamento foi
ter um "buffet" de Coca-Cola no cocktail. Sendo eu uma viciada
assumida, tinham que estar presentes de alguma forma.
E fizeram sucesso!





Depois do incidente que tive com as wedding planners - Sublime Luxury Weddings -
 que me contactarama querer oferecer os seus serviços, que não fizeram 
nada ao longo dos meses, e que acabaram por dizer para não 
contar mais com elas  exactamente a um mês do casamento, basicamente 
organizei tudo sozinha.
Não só nos meses todos antes, como no próprio dia.
Enquanto era maquilhada e penteada, ainda estava ao telefone a dar indicações.
O que me deixou ainda mais nervosa, claro.
Ainda assim aconselho a que, se puderem, contratem uma wedding
planner, para poderem estar mais descansadas no dia.
Só não aconselho esta empresa, de todo!
Mas o importante é que correu tudo muito bem e que adorava poder
repetir este dia, exactamente da mesma forma. Foi um dia muito feliz!

Flores - My Day by Louise 

THE Wedding


























Eu bem disse que fui uma noiva muito chorona.
A cerimónia estava marcada para as 17h30, no Espaço Caiado.
A música de entrada foi a More Than  Words, dos Xtreme, cantada pela Sara Lourenço.
Um momento lindo, emocionante, que nunca vou esquecer. E que me fez chorar, claro.


A Francisca estava amorosa com um vestido branco da Knot, umas sabrinas
nude e uma coroa de flores. Claro que também me emocionei
assim que a vi. Eu sei, sou mesmo chorona.
A cerimónia foi civil, mas felizmente tivemos a sorte de ser conduzida por
uma pessoa divertida e acessível. 




Durante a cerimónia, houve lágrimas, mas também muitos momentos de riso.
Principalmente com os discursos das madrinhas e padrinhos.
As músicas que escolhemos para o resto do casamento foram a "Time After Time"
de Cindy Lauper, na troca de alianças, e a "Stand By Me" de 
Ben E King, para a saída. Também cantadas pela Sara Lourenço.



O vestido. Tão diferente daquilo que alguma vez imaginei que iria usar
quando me casasse, mas tão a minha cara.
Comecei o processo em Abril, para casar em Setembro. Reuni com a 
Pureza Mello Breyner, mostrei imagens de inspiração, a Pureza fez três
desenhos e escolhi um. A partir daí começaram as provas.
Sabia que queria um vestido clean, minimalista, sem rendas.
Um desafio ainda maior para a Pureza, tão conhecida pelas suas rendas lindas.
E assim foi. Tecido liso, costas abertas, uma cauda comprida e um
véu sem costuras.


Depois da cerimónia, tivemos um cocktail com um catering incrível do
Espaço Caiado, que ainda hoje os convidados elogiam. Uma banda,
um buffet de Coca-Colas (claro!) e um carrinho de gelados.
Seguiu-se a entrada na sala com a "Bohemian Rhapsody" dos Queen, que pôs
todos a dançar. Depois do jantar foi o corte do bolo com a banda
a cantar "Wonderwall" dos Oasis" e a nossa primeira dança ao som de
"Gravity" de John Mayer.
A festa durou até às 5h30. Foram 6 horas com a pista de dança cheia.
Um dia de sonho, o mais divertido de sempre!

Vestido e véu - Pureza Mello Breyner
Toucado e brincos - Cata Vassalo
Fotografia - Luís Patrício

Leopard Skirt

Desde o verão que ando a namorar looks com saias leopardo, mas ainda
não encontrei "a tal". Ou porque o padrão não é exactamente como
o que eu procuro, ou é demasiado curta ou demasiado comprida.
E ainda bem que a tendência animal print continuou pelo inverno dentro
e, provavelmente, seguirá para os dias de calor. Pelo menos o leopardo.




É um padrão que apesar de forte e nada discreto, consegue ser elegante e
versátil. Com uma saia deste género, pode usar-se uma t-shirt, uma camisola
mais grossa ou uma camisa. E rematar o look com uns ténis, uns
botins ou uns sapatos de salto alto. Um bom investimento, portanto.
Já vi algumas na Zara e na Bershka, mas não me convenceram, por isso,
se alguém viu a saia leopardo perfeita por aí, digam qualquer coisa!





Instagram - @fabiolacarlettis

THE Wedding: a preparação

O grande dia chegou, depois de 9 meses de noivado e de tanta ansiedade.
Dia 8 de Setembro foi o dia do nosso casamento e o mais divertido da
minha vida. Ainda que muito stressante, o balanço é este.
Estive muito nervosa, chorei muito durante grande parte do dia, desde
 a maquilhagem, aos cabelos, à ida para o espaço (onde houve contratempos, como
perceber que o meu vestido estava sujo) e, claro, durante a entrada e a cerimónia.
São muitas emoções para gerir, é a responsabilidade de ter organizado
um casamento para 220 pessoas sozinha e só querer que tudo
seja perfeito, e saber que naquele dia as atenções estão centradas nos noivos
e, principalmente, na noiva (que ainda por cima, já foi produtora de eventos).
Apesar de tantos nervos e lágrimas, foi um dia muito feliz, em que consegui reunir
no mesmo espaço a minha família, os meus melhores amigos,
e dançar durante 6 horas seguidas, sem parar.

Ao meu lado, tive os melhores. Para me maquilhar, a minha querida Mariana
Daehnhardt, que já me maquilha há anos e sabe, como ninguém, o que eu
gosto e o que me fica bem. A maquilhagem usada foi toda da
Armani Beauty, o que fez toda a diferença.


















Enquanto me arranjei, fui ouvindo música, tentando distrair-me com as madrinhas
e amigas que foram ter comigo ao hotel, e ainda tentei comer, sem
grande sucesso. Demasiados nervos!
Depois de ter dito a tantas pessoas que gostava de usar o cabelo solto e de
ter ouvido sempre do outro lado, desde os meus pais, às madrinhas,
à Pureza Mello Breyner (que fez o vestido), que "nem pensar",
lá fiz um apanhado, que apesar de não ser o meu género, era, sem dúvida,
o que fazia sentido para um vestido sem costas. E gostei do resultado.
Para completar o penteado, um toucado desenhado e feito pela Cata Vassalo.
Já tinha escolhido os brincos, também Cata Vassalo e a única coisa
que fiz depois, foi pedir um toucado na mesma linha dos
brincos e o resultado ficou incrível. Adorei!!
Os nervos aumentaram assim que comecei a vestir o vestido, a calçar-me
(calcei uns sapatos nude com um salto pequeno e por volta das 3h da manhã,
troquei para os All Star plataforma) e  a colocar os acessórios.
Estava tudo a tornar-se real e eu já atrasada.
Mas lá fui eu, em direcção ao Espaço Caiado, onde tudo aconteceu, e
onde gostaria de voltar para repetir este dia, todos os fins de semana.
Pode ser?






Nos próximos posts, vou mostrar o vestido, mais imagens da cerimónia e da festa
e todos os pormenores de decoração do casamento.
Vão vendo mais fotografias também no meu Instagram - @fabiolacarlettis

Maquilhagem - Mariana Daehnhardt + Armani Beauty
Maquilhagem das madrinhas e algumas amigas - Joana Bernardo
Cabelo - Teu Estilo Concept
Brincos e toucado - Cata Vassalo
Roupão "Bride" - Primark
Flores - My Day by Louise
Sapatos - Aldo e Converse
Fotografia - Luís Patrício LPhotography